As rabanadas portuguesas são um doce típico do Natal e uma variação das tostas francesas, neste caso são fritas em óleo e muitas vezes cobertas de açúcar e canela, esta variação das rabanadas leva doce de ovos, para servir a parte ou para cobrir as rabanadas.

Ingredientes

  • 1 cacete com 2/3 dias (ou outro pão rústico desde que bem seco)
  • 600 ml de leite meio gordo
  • 1 pau de canela
  • 1 casca de limão
  • 4 ovos
  • Açúcar q.b. (Opcional)
  • Canela em pó q.b. (Opcional)
  • Óleo para fritar q.b. 
  • 5 gemas
  • 350 gr de açúcar
  • 250 ml de água

Preparação

  1. Comece por fazer o doce de ovos, leve um tacho ao lume com a água e o açúcar e deixe ferver cerca de 5 minutos. Num recipiente ao lado, bata as gemas e acrescente-lhes 2 colheres de sopa da calda de açúcar. Junte depois as gemas em fio à restante calda, mexendo sempre.
  2. Deixe cozer em lume brando, consoante prefira o doce de ovos mais consistente ou mais fluido, sem parar de mexer. Reserve.
  3. Para as rabanadas, comece por cortar o cacete em fatias com cerca de 2 dedos de altura. Disponha sobre um coador e reserve. Leve o leite ao lume com o pau de canela, a casca de limão e 2 colheres de sopa de açúcar.
  4. Quando levantar fervura, retire do lume e deite sobre as rabanadas.
  5. Comece por retirar as fatias de cima, mais embebidas em leite, passe pelos ovos batidos e ponha a fritar numa sertã com óleo bem quente. Deixe fritar dos dois lados, até ficarem douradas.
  6. Quando estiverem fritas, escorra-as sobre papel absorvente. Pode polvilhá-las com uma mistura de açúcar e canela. Quando estiverem frias, coloque num prato de servir e barre com o doce de ovos ou sirva a parte.
Nota: Esta receita pode ser feita de modo tradicional, ou seja, deixando as rabanadas polvilhadas apenas com açúcar e canela e sem o doce de ovos. Em alternativa, e para dar um toque moderno às rabanadas clássicas, sirva-as quentes com uma bola de gelado no topo.

Discover more from Livro de Culinária

Subscribe to get the latest posts to your email.